Follow by Email

terça-feira, 27 de abril de 2010

Programação Acupuntura e Fitoterapia

Curso de pós graduação lato sensu em acupuntura

TURMA 5
28/04/2010 - quarta feira
Substâncias fundamentais - prof. Edson Okuyama

TURMA 2
29/04/2010 - quinta feira
Solenidade de colação de grau e entrega de certificados
Auditório FMS - 20:00 horas

TURMA 1
01/05/2010 - sábado
Manhã: Ambulatório - profª Kátia Papacídio e prof. Edson Okuyama
Tarde: Tartaruga mística - profª Simone Spadafora
02/05/2010 - domingo
Manhã: Síndromes: Qi, Xue e Jin Ye - profª Carla Volpon
Tarde: Acupuntura científica no tratamento da dor 2 - prof. Ricardo Linares

AMBULATÓRIO
01/05/2010 - sábado
Tarde: profª Kátia Papacídio e prof. Edson Okuyama

CURSO DE FITOTERAPIA BRASILEIRA
01 e 02/05/2010
Módulo 2
prof. Sérgio Franceschini

terça-feira, 13 de abril de 2010

Pós em Acupuntura - Programação de 14 a 18 de abril

TURMA 4

Quarta feira 14/04/2010:

Noite: Substâncias fundamentais Qi e Xue. profª Carla Volpon

TURMA 1

Sábado 17/04/2010:

Manhã: Ambulatório. profª Kátia Papacídio e prof. Edson Okuyama

Tarde: Acupuntura científica - Dor 1 - prof. Ricardo Linares

Domingo 18/04/2010:

Manhã: Eletroestímulos 1. prof. Diego Galhardo

Tarde: Eletroestímulos 2. prof. Diego Galhardo

TURMA 5

Sábado 17/04/2010:

Manhã: Órgãos - Zang. profª Simone Spadafora

Tarde: Vísceras - Fu. profª Valquíria Ordonez

Domingo 18/04/2010:

Manhã: Substâncias fundamentais - Qi e Xue. profª Carla Volpon

Tarde: Substâncias fundamentais - Jin Ye, Jing e Shen prof. Edson Okuyama

AMBULATÓRIO

Sábado 17/04/2010:

Tarde: profª Kátia Papacídio e prof. Edson Okuyama

sábado, 10 de abril de 2010

Fitoterapia: o poder das plantas

Fitoterapia: o poder das plantas
Substâncias naturais podem ser ótimas aliadas para reduzir os efeitos do estresse e alcançar a tão desejada paz emocional. Saiba como tirar proveito desses poderosos remédios sem contraindicações
“Hoje, não nos esticamos nem mesmo quando acordamos, o que indica que nem dormindo conseguimos relaxar. Estamos sempre com a musculatura retraída e a cabeça cheia”. A constatação é de Sérgio Franceschini, presidente da Abraphyto (Associação Brasileira de Fitoterapia). Mas mais do que levantar um problema, Sérgio, na verdade, indica um caminho promissor para reverter esta situação: a fitoterapia.
Segundo o presidente da Abraphyto, o aroma do óleo essencial por si mesmo já é capaz de promover poderosos efeitos de bem-estar. “Por isso, ao empregá-las (em forma de óleo essencial), você desencadeia não só uma reação física, mas ainda estimula o corpo por meio da aromaterapia, que vai contribuir para que se obtenha o efeito desejado”, explica Franceschini.
"A escolha, manuseio e dosagem das plantas variam de acordo com o nível de ansiedade e o objetivo de cada um. Além disso, é preciso prestar atenção em outros sintomas decorrentes do stress, como dores de cabeça, de estômago ou insônia, que também podem ser tratados pela fitoterapia, porém demandam a mescla de outros elementos naturais. Mas independente do caso e da planta escolhida, é importante sempre procurar um fitoterapeuta especializado.
Atenção: Plantas também podem fazer mal, já que possuem substâncias químicas e quando não são manipuladas adequadamente podem ser tóxicas e apresentar efeitos colaterais.Certifique-se sobre a origem da planta. O cultivo impróprio pode acarretar em acúmulo de poluentes, agrotóxicos, metais pesados e agentes biológicos que causam mal à saúde.
Alfazema Parte utilizada: folhas e flores secas.
Indicações: atua contra o nervosismo, insônia, cansaço e problemas digestivo.
Camomila Parte utilizada: flores.
Indicações: ameniza a ansiedade e a agitação e estimula o bom funcionamento do aparelho digestivo.
Lípia Parte utilizada: toda a planta.
Indicações: por ter efeito calmante, age contra o stress e proporciona relaxamento durante o sono.
Melissa Parte utilizada: toda a planta.
Indicações: proporciona efeito calmante ao sistema nervoso e estimula o relaxamento muscular.
Dica:Para garantir o efeito relaxante destas plantas, utilize-as em banhos e chás preparados por infusão. Aqueça a água a uma temperatura máxima de 37º e desligue o fogo. Acrescente duas colheres de sopa da planta para cada meio litro de água e deixe em repouso por cinco minutos. A bebida pode ser coada para ingestão ou misturada à água do banho. Se possível, realize este processo ao menos uma vez por dia.

Sugestões do fitoterapeuta Sérgio Franceschini
http://www.triada.com.br/bem-estar-e-saude/terapias/aq169-183-639-2-fitoterapia-o-poder-das-plantas.html